Skip to content

RICARDO RIBAS

Jornalismo feito por jornalista

Archive

Tag: Classe HPE 25
Abertura do Campeonato Brasileiro será de 15 a 18 de junho - Foto Marcos Mendez

Abertura do Campeonato Brasileiro será de 15 a 18 de junho – Foto: Marcos Mendez

 

A Classe HPE 25 se reúne e leva o talento de seus velejadores à Ilhabela (SP), onde será realizado o 13º Campeonato Brasileiro, de 15 a 18 de junho. Há previsão de cerca de 25 embarcações alinhadas nas raias do Canal de São Sebastião, com a sede do evento no Saco da Capela, a 750 metros da Vila, o centro de Ilhabela.

 

A flotilha nacional de HPE 25 abrange atualmente o expressivo número de 60 barcos, o que ratifica a evolução da classe que estreou em Ilhabela em 2003 e hoje tem competições frequentes, principalmente na própria ilha, Represa Guarapiranga (SP) e Rio de Janeiro, além das atividades em Florianópolis e Salvador. O Campeonato Brasileiro de HPE 25 é disputado anualmente desde 2005 com sede alternada entre Ilhabela e Rio de Janeiro.

 

O Rio Sail Tech, de Victor Demaison Jr, venceu em 2016 no Rio de Janeiro. Em 2015, em Ilhabela, o título ficou com o Magoo, de Augusto Falletti. Neste ano, exímios conhecedores dos ventos e correntezas da ilha, os tripulantes locais fazem do Ginga um dos favoritos. “Apesar da conquista recente no Paulista, temos de conter o otimismo devido ao elevado nível técnico da flotilha. Nossos concorrentes são fortes e irão muito motivados para a raia”, avalia o comandante do Ginga, Breno Chvaicer.

 

O Ginga venceu Semana de Vela de Ilhabela na HPE 25 em 2016 e em abril deste ano conquistou o Campeonato Paulista na Represa Guarapiranga. Embalado pelo retrospecto vitorioso, o desafio do Ginga a partir de quinta-feira (15) será a luta pelo tricampeonato brasileiro, após os títulos de 2011 e 2013, ambos em Ilhabela, considerada como o quintal de casa do barco tipicamente caiçara.

 

Flotilha de HPE conta com 60 barcos - Divulgação

Flotilha de HPE conta com 60 barcos – Foto:  Marcos Mendez

 

Equilíbrio – Apesar da força do Ginga competindo “em casa”, muitos de seus adversários podem ser colocados em condições de igualdade devido ao talento de suas tripulações. Um dos mais experientes velejadores da classe HPE 25, Rique Wanderley, comandará o sempre favorito Bond Girl. “Nas manobras, a maioria das equipes está nivelada, todos estão muito bem treinados. Nós ainda precisamos adquirir um pouco mais de velocidade para pensarmos em um bom resultado no Brasileiro”, considera o timoneiro do Bond Girl.

 

Wanderley adota o desempenho dos três primeiros colocados no recente Campeonato Paulista para eleger seus favoritos. “Podemos destacar Ginga, Atrevido e Phoenix com chances reais de vencer em Ilhabela. O Fábio Bocciarelli (Atrevido) tem uma equipe muito bem entrosada enquanto o Phoenix conta com as experiências de Eduardo Souza Ramos e Bochecha (André Fonseca)”, opina o velejador paulista.   

 

O Bond Girl já esteve no alto do pódio do Campeonato Brasileiro da classe: foi campeão em 2008, em Búzios (RJ).  O barco ainda soma em sua galeria de vitórias, três títulos da tradicional Semana de Vela de Ilhabela, o último em 2015. “Não vai ser fácil para ninguém. Será um campeonato muito acirrado. A HPE 25 é, sem dúvida, a mais forte e mais disputada entre as classes one design”, conclui o comandante Wanderley.

 

Campeões Brasileiros da classe HPE 25*

2007 / Ilhabela – Tigre (Marcos Adler – RJ)

2008 / Búzios – Bond Girl (Rique Wanderley – SP)

2009 / Ilhabela – Tigre (Marcos Adler – RJ)

2010 /Angra dos Reis – Max (Bruno Prada – SP)

2011 / Ilhabela – Ginga (Breno Chvaicer – Ilhabela)

2012 / Rio de Janeiro – Atik (Henrique Hadad – RJ)

2013 / Ilhabela – Ginga (Breno Chvaicer – Ilhabela)

2014 / Rio de Janeiro – Relaxa (Haroldo Solberg – RJ)

2015 / Ilhabela – Magoo (Augusto Falletti – SP)

2016 / Rio de Janeiro – Rio Sail Tech (Victor Demaison Jr. – RJ)

Fonte: Organização

*Em 2005 e 2006 houve disputa informal da classe. O Campeonato Brasileiro de HPE 25 teve início oficial em 2007.

Cinco regatas marcaram a abertura do Campeonato Paulista - Marcos Mendes

Cinco regatas marcaram a abertura do Campeonato Paulista – Marcos Mendes

 

No último fim de semana (1º e 2), as tripulações paulistas da flotilha da Classe HPE 25 içaram suas velas para as primeiras cinco regatas do Campeonato Paulista da classe, realizado na represa de Guarapiranga (SP). Em dois dias com regimes de vento completamente diferentes, as equipes se enfrentaram em disputas bastante acirradas.

 

Nos dois dias de competição, os veleiros partiram da sede do Yacht Club Paulista para regatas em barla sota com 1,2 milha cada. Mesma distância de raias montadas em Ilhabela, por exemplo. No sábado, os ventos sopraram predominantemente de sul, acompanhando a entrada de uma frente fria, com rajadas de até 20 nós. O ritmo das manobras e dos veleiros foi intenso. Os barcos chegaram planar a 15 nós com a vela balão aberta.

 

Competição reuniu 60 velejadores durante o fim de semana - Marcos Mendes

Competição reuniu 60 velejadores durante o fim de semana – Marcos Mendes

 

“A classe tem barcos muito bons tecnicamente e foi um dia muito divertido. O vento forte dá uma das boas emoções abordo do HPE, que é andar de balão com o barco planando”, comenta Eduardo Souza Ramos, comandante do barco Phoenix.

 

Quem se deu melhor no primeiro dia foi o barco Ginga, do comandante Breno Chvaicer, que venceu as três regatas de sábado. “Toda a tripulação fez um ótimo trabalho. Aproveitamos o vento forte e as características do barco, que planou muito bem. Conseguir três primeiros lugares em um campeonato tão disputado como o paulista é um bom resultado, sem dúvida”, comemora Breno Chvaicer.

 

No domingo (2), as características mudaram completamente. Com ventos de intensidade média e fraca, rondando entre leste e sul, variando de 7 a 13 nós, as regatas se tornaram mais técnicas e a experiência das tripulações teve papel ainda mais importante. Bom para o veleiro Bond Girl, do comandante Carlos Wanderley que foi bastante regular e terminou o fim de semana com apenas 17 pontos perdidos.

 

“O vento no segundo dia foi típico da Guarapiranga. As regatas foram mais técnicas e imprevisíveis. Pudemos ver como a Classe HPE 25 está equilibrada”, comenta Carlos Wanderley. A tripulação do barco Phoenix também velejou bem, ficando em 1º e 3º nas regatas do dia, deixando o campeonato mais embolado.

 

O campeonato paulista continuará no próximo fim de semana, dias 8 e 9 de abril, quando a flotilha se reunirá novamente em Guarapiranga para o encerramento da competição.

 

Veleiros se reunirão novamente nos dias 8 e 9 de abril - Marcos Mendes

Veleiros se reunirão novamente nos dias 8 e 9 de abril – Marcos Mendes

 

Preparação – A abertura do Campeonato Paulista reuniu 60 velejadores de todo o Brasil nas águas da Guarapiranga. Para os competidores foi também uma ótima oportunidade para se preparar para as próximas competições do ano, como o Brasileiro e também a Semana de Vela de Ilhabela.

 

“O Paulista reúne muita gente boa e tripulações experientes. É um ótimo parâmetro para vermos como está o nosso desempenho com relação aos outros veleiros que encontraremos novamente em outras competições durante o ano”, comenta Breno.

 

“Houve um fortalecimento da HPE em São Paulo e a classe está um ótimo momento. A grande diversão dessa categoria é que as equipes são muito parelhas. Estamos no começo da temporada e as tripulações começaram a se preparar para todas as competições do ano. No paulista, pudemos ver como as disputa serão em 2017″, explica Carlos Wanderley.

 

A Suzuki Veículos marcou presença no Campeonato Paulista da Classe HPE, expondo dois carros na sede do Yacht Club Paulista durante a competição.

 

Resultados acumulados após cinco regatas:

1º – Bond Girl – 17 pontos perdidos

2º – Ginga – 18 p.p

3º – Phoenix – 20 p.p

4º – Atrevido – 24 p.p

5º – FIT TO FLY – 25 p.p

6º – Takra – 27 p.p

7º – Relaxa – 30 p.p

8º – Cabron – 40 p.p

9º – Rex Pajero – 43 p.p

10º – Rubber Soul – 48 p.p

11º – Euphoria – 58 p.p

12º – Magoo – 58 p.p

13º – Sururu – 66 p.p

14º – Vento – 68 p.p

15º – Ubunto – 72 p.p

16º Blue Shark – 73 p.p

Fonte: Organização