Empreendimento conta com 30 vagas para carros elétricos e 141 para os híbridos - Divulgação

Empreendimento conta com 30 vagas para carros elétricos e 141 para os híbridos – Divulgação

 

O Pátio Victor Malzoni, um dos marcos arquitetônicos da cidade de São Paulo, ampliou o número de vagas na garagem destinadas a carros verdes. Agora, o empreendimento dispõe de 30 vagas dedicadas aos carros elétricos e 141 para os híbridos – movidos a etanol e eletricidade, considerados com baixo consumo e emissão de gases poluentes.

 

O edifício passa a oferecer também o serviço de pequenos eletro postos, capazes de recarregar dois carros elétricos ao mesmo tempo. É um dos poucos prédios comerciais de São Paulo a disponibilizar esse tipo de facilidade aos seus usuários.

 

Ponto de recarga - Divulgação

Ponto de recarga – Divulgação

Ainda tímida no Brasil, a utilização de carros elétricos ou híbridos é uma tendência mundial. Não apenas por sua tecnologia, mas pela economia de combustível e sustentabilidade. Um modelo hibrido, por exemplo, além de emitir menos poluentes pode rodar em alguns casos até 700 km com tanque cheio e bateria 100% carregada.

 

“Somos um empreendimento com DNA sustentável, por isso buscamos sempre disponibilizar novos meios para engajar nossos usuários com práticas que respeitem o meio ambiente”, diz Flávio Engel, gerente de operações prediais da CBRE – administradora do condomínio.

 

O Pátio Victor Malzoni é certificado pela US Green Building Council como prédio verde – Certificação Leed Core & Shell Prata, ou seja, foi projetado de acordo com as práticas mais sustentáveis para garantir sua eficiência no uso de recursos e assegurar uma melhor qualidade de vida aos seus ocupantes.

 

Sobre – Localizado na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n° 3.477, é um dos marcos da arquitetura da cidade de São Paulo. É um edifício verde que alia o que há de mais moderno em tecnologia e sustentabilidade com preservação do patrimônio histórico. Suas duas torres se conectam por um pórtico gigante de 30 metros de altura por 45 metros de largura que servem de moldura para uma Casa Bandeirista do século XVIII. Com 20 andares e seis subsolos, o edifício Pátio Victor Malzoni é o prédio com a maior laje corporativa na cidade, 5 mil metros quadrados. Em março, recebeu menção honrosa na categoria Micro e Pequenas Empresas no 11º Prêmio Fiesp de Conservação e Reuso de Água pelo Projeto EcoMalzoni: Estação de tratamento de água / sistema de reuso.