Mitsubishi Cup chega à maioridade - Adriano Carrapato

Mitsubishi Cup chega à maioridade – Adriano Carrapato

 

Em 2017, a Mitsubishi Cup chega a sua maioridade levantando muita poeira e reunindo duplas de todo o País em provas que misturam a emoção do rali de velocidade com a técnica e estratégia do rali cross-country. Em sua 18ª temporada, a competição trará várias novidades, que deixarão o campeonato ainda mais disputado e imprevisível.

 

“É impossível pensar na Mitsubishi Motors sem pensar na Mitsubishi Cup. As competições fazem parte do DNA da marca e são importantes para o desenvolvimento e aprimoramento de toda a nossa linha de veículos. Sempre vamos buscar novidades para aperfeiçoar o nosso campeonato e continuar a proporcionar uma experiência única para quem ama o off-road”, explica Fernando Julianelli, diretor de marketing da Mitsubishi Motors do Brasil.

 

Nesta temporada, a Mitsubishi Motors contará com um reforço de peso na organização das competições: Carlos Eduardo Sachs ou, simplesmente, Du Sachs, que será o responsável pelo roteiro e elaboração das planilhas. Em seu currículo são 17 anos na organização do Rally dos Sertões, maior competição off-road do Brasil, e também do tradicional Rally dos Amigos, além de participações como navegador no Rally Dakar, no Campeonato Brasileiro e na própria Mitsubishi Cup.

 

Primeira etapa será no dia 1º de abril no interior de SP - Cadu Rolim

Primeira etapa será no dia 1º de abril no interior de SP – Cadu Rolim

 

“É uma honra e uma enorme responsabilidade fazer parte da organização de uma competição tão tradicional e com o nível tão alto. Já participei da Mitsubishi Cup como navegador e sei que se trata de um dos ralis mais técnicos do Brasil. Apresentaremos algumas novidades que prometem deixar o campeonato emocionante para as duplas. Com certeza teremos um ano especial”, adianta Sachs.

 

A Mitsubishi Cup ainda contará com a assessoria técnica de Guilherme Spinelli, piloto que mais vezes venceu nos carros no Rally dos Sertões, com cinco títulos. Sua equipe prestará o serviço de desenvolvimento dos futuros carros de rali, vistorias de largada e chegada, assessoria na elaboração das especiais, planilhas e toda estrutura das provas, assessoria para regulamento e reuniões técnicas com a CBA.

 

Pilotos e navegadores terão muitas novidades - Ricardo Leizer

Pilotos e navegadores terão muitas novidades – Ricardo Leizer

 

Mudança no formato – Este ano, serão realizadas sete etapas em que, além do cross-country de velocidade, as duplas formadas por pilotos e navegadores enfrentarão também rallycross, modalidade que mescla piso de asfalto e terra com carros largando lado a lado; provas de endurance cross-country, com maior quilometragem e tempo; endurance em terródromo. também com largada lado a lado; time attack em kartódromo, com disputas de tempo, e ainda uma prova noturna.

 

“Preparamos inovações que vão proporcionar aos competidores experiências inesquecíveis, tornando a temporada ainda mais emocionante. Tenho certeza que o campeonato será muito disputado, com elementos que preparamos especialmente para o 18º aniversário do rali”, comenta Fernando Julianelli.

 

Novos modelos farão sua estreia na Mitsubishi Cup - Murilo Mattos

Novos modelos farão sua estreia na Mitsubishi Cup – Murilo Mattos

 

Novos veículos – A temporada 2017 terá a estreia de dois novos modelos: a L200 Triton Sport RS e o ASX RS 2017. A picape promete ser o veículo mais rápido preparado pela Mitsubishi Motors, a participar da Mitsubishi Cup. O modelo tem 272 cavalos de potência, 41,5kgf.m de torque e a carroceria da All New L200 Triton Sport, que fez sua estreia no Brasil no fim do ano passado. Além da Mitsubishi Cup, o veículo está apto para correr o Rally dos Sertões nas categorias Protótipo ou Pró-Brasil.

 

Outra novidade será o ASX RS 2017, veículo homologado junto à CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) para a Mitsubishi Cup, para o Campeonato Brasileiro e para o Rally dos Sertões, na categoria Production. Com carroceria nova, já do ASX 2017 que foi lançado no último Salão do Automóvel, o veículo recebeu aperfeiçoamentos e está ainda mais potente e resistente para o rali, contando agora com 194 cavalos de potência e 27kgf.m de torque.

 

Pajero TR4ER é a porta de entrada para os rali - Ricardo Leizer

Pajero TR4ER é a porta de entrada para os rali – Ricardo Leizer

 

Além dos dois novos modelos, o rali também contará com a já consagrada L200 Triton ER. Em 2017, serão duas categorias usando a picape, incluindo a Master, destinada às duplas com mais experiência. O veículo está homologado para participar também do Campeonato Brasileiro e do Rally dos Sertões, na categoria Super Production. A L200 Triton ER tem 242 cavalos de potência e 39kgf.m de torque. Completando o grid da Mitsubishi Cup estarão os competidores da categoria Pajero TR4 ER, considerada a porta de entrada do rali brasileiro.