Skip to content

RICARDO RIBAS

Jornalismo feito por jornalista

Archive

Archive for outubro, 2013

 

Olin Galli - Fábio Oliveira

Olin Galli – Fábio Oliveira

O piloto carioca Olin Galli conquistou o título de campeão da 15ª edição da Seletiva de Kart Petrobras, quarta-feira (30), no Kartódromo Granja Viana, em Cotia (SP). Mais experiente entre os 12 finalistas, o carioca colocou na poeira que os concorrentes durante os dois dias de atividades e recebeu o prêmio em dinheiro de R$ 123 mil, o maior prêmio individual do kartismo brasileiro, e um teste na F2000, nos Estados Unidos. O garoto é bom de braço. Ele liderou todas as tomadas de tempos e duas das quatro corridas que disputou. Assim, chegou à prova final com uma elástica vantagem de oito pontos para os vice-líderes, Matheus Leist e Pedro Cardoso. Sobrando na pista, Ali precisou apenas administrar sua vantagem numérica, cruzar a linha de chegada em terceiro e comemorar o título.

 

“Foi importante a experiência e também contei com um pouco de sorte. Na última bateria, peguei um kart ruim, que não andou tão bem nas outras baterias e perdeu um pouco de rendimento, mas deu tudo certo”, explicou o campeão, que, com esta, é sua terceira participação na Seletiva.

 

Outro piloto experiente nesta série é o vice-campeão, Matheus Leist. O gaúcho disputou a Seletiva pela primeira vez em 2013 e foi um dos destaques. “Acho que dá para avaliar positivamente essa estreia. Mas é a experiência, eu perdi tempo nas tomadas e o Olin conseguiu abrir uma vantagem. Ele estava sempre muito rápido. Ano que vem vamos tentar ser campeões”, falou Leist. O paulista Pietro Rimbano completou o pódio. Pedro Cardoso também brigou pela taça até o fim, mas quebrou na última corrida e perdeu o pódio.

 

 

Galli testará F-2000 no EUA - Divulgação

Galli testará F-2000 no EUA – Divulgação

Nos EUA – O próximo passo de Olin é testar um F-2000 no EUA. A iniciativa do teste partiu de uma parceria entre a XYZ Live e o time, com o objetivo de revelar novos talentos e fornecer um caminho alternativo ao tradicional, uma vez que a F-2000 corre nos principais circuitos dos EUA e conta com mais de 30 carros no grid de largada a cada prova. Em um acordo com a organização da Seletiva de Kart Petrobras, a decisão do evento serviu como uma forma justa de encontrar um bom representante, uma vez que reuniu a nata do kartismo brasileiro.

 

Galli, que já havia provado um monoposto da Fórmula 3 Sul-americana, encara esta chance na HP-Tech como a principal oportunidade de sua carreira. “É que vai me ajudar na carreira, certamente, será esta oportunidade, pois caso eu vá bem e gostem do meu trabalho, posso seguir neste caminho. Esta é minha chance e tentarei fazer um ótimo treino para chamar a atenção”, destaca Olin, que junta a vitória da Seletiva de Kart Petrobras ao seu tricampeonato brasileiro e carioca, ao tetra paulista e ao título sul-americano que possui em seu currículo.

 

 

“Foram muitos anos de trabalho e graças a Deus deu certo”, celebrou o piloto em meio às lágrimas. É um campeonato muito difícil, pois todos os karts são iguais e o desempenho é nivelado. “Vence quem tem mais cabeça e for o melhor”, relata Galli. “Esta iniciativa de poder testar um monoposto foi muito boa para mim, por exemplo, que deixarei o kartismo no fim do ano. Agora é conseguir me adaptar bem nesse teste e tentar alguma coisa lá fora”, resume. Por fim, Galli chamou a atenção não só por sua velocidade: o macacão com o qual competiu tinha o desenho de um terno – uma ideia do fabricante aprovada pelo piloto. “No teste dos Estados Unidos irei de smoking!”, completa.

 

Classificação final da Seletiva de Kart Petrobras 2013:

 

1) Olin Galli – 43 pontos

2) Matheus Leist – 40 pontos

3) Pietro Rimbano – 33 pontos

4) Pedro Cardoso – 33 pontos

5) Vinícius Papareli – 26 pontos

6) Bruno Bertoncello – 21 pontos

7) Vitor Baptista – 16 pontos – eliminado

8) Joaquim Junqueira e Renato Jr. – 14 pontos – eliminado

9) Paulo Victor – 11 pontos – eliminado

10) Nano Monteiro – 10 pontos – eliminado

11) Matheus Vieira – 7 pontos – eliminado

Fonte: Organização

 

Dá-lhe poeira! - Adriano Carrapato

Dá-lhe poeira! – Adriano Carrapato

Ribeirão Preto (SP) prepara-se para receber a final da temporada 2013 dos ralis Mitsubishi Motorsports, de regularidade, e Mitsubishi Outdoor, de estratégia. No sábado dia 9 de novembro a cidade será palco de disputas emocionantes. Após etapas em São José dos Campos (SP), Goiânia (GO), Joinville (SC), Penedo (RJ), Curitiba (PR) e Vitória (ES), a Nação 4×4 não vê a hora de se reencontrar para provas repletas de muita aventura. No final, uma grande festa de encerramento, com um show especial, promete fechar com chave de ouro mais um ano inesquecível. “Encerraremos a temporada com uma etapa especial. Ribeirão Preto nos recebe de braços abertos há anos e temos certeza que será mais um fim de semana para ficar na memória dos participantes”, ressalta Corinna Souza Ramos, diretora de Projetos Especiais da Mitsubishi.

 

O rali de regularidade Mitsubishi Motorsports leva os participantes para trilhas off road incríveis e oferece uma experiência 4×4 para toda a família. Podem participar L200 e Pajero, versões 4×4, em três categorias: Graduados (duplas mais experientes), Turismo (experiência intermediária) e Turismo Light (duplas iniciantes). O objetivo é completar o percurso no tempo estipulado pela planilha. “A gente faz provas pelo Brasil inteiro. Saímos do estresse do dia a dia para uma coisa mais leve… É muito relaxante fazer coisas diferentes e testar os limites do seu carro”, conta Marcelo Borsatto, de Belo Horizonte, que participa da competição há 14 anos. “Esse rali é assim, você começa a correr e fica apaixonado. É um desafio que vira diversão”, completa Cleber Luis Caldas.

 

Além de colocar seus Mitsubishi em trilhas off road, os participantes reencontram amigos, levam a família e saem da rotina. “Adrenalina, aventura e fugir do estresse. É por isso que gostamos de vir. Saímos totalmente da rotina, a mente voa. A prova é muito divertida e é um esporte diferente”, explica Helica Arruda, de Belo Horizonte (MG). “Acima de tudo, participamos pelo espírito de competição e a diversão”, concorda Roni Almeida, de Balneário Camboriú (SC).

 

Na etapa de Ribeirão Preto, a categoria Graduados percorrerá 200km, a Turismo 180km e a Turismo Light, 150km. A prova seguirá por estradas vicinais e passará por Serrana, Altinópolis, Santa Cruz da Esperança, Serra Azul e Cravinhos. “No Mitsubishi Motorsports cada etapa é completamente diferente da anterior. Ninguém é favorito”, afirma Claudia Eymael, que briga pelo título da categoria Turismo ao lado do marido José Carlos.

 

As duplas colocarão seus valentes Mitsubishi em pisos de areia, reflorestamento, canaviais, pontes e mata-burros. O roteiro tem ainda muita terra, que levanta a poeira vermelha característica da região. “Será uma etapa com muita pilotagem e navegação. Ribeirão Preto é conhecida pelo relevo acidentado, ótimo para trilhas. As duplas com certeza vão se divertir muito”, promete Corinna.

 

 

Outdoor exige estratégia e boa forma - Cadu Rolim

Outdoor exige estratégia e boa forma – Cadu Rolim

Outdoor – Já no rali de estratégia Mitsubishi Outdoor, as equipes são formadas por dois veículos, até 10 pessoas e são divididas em duas categorias: Fun, para iniciantes, e Extreme, para equipes experientes. Participam L200, Pajero, ASX e Outlander, versões 4×4. É a sétima vez que o rali Outdoor, que completou 10 anos em 2013, faz uma etapa em Ribeirão Preto. A prova acontecerá em uma região inédita e promete ser completa, com todo tipo de atividade. “Será uma etapa extensa, com muitas aventuras. As equipes vão precisar se concentrar na estratégia para garantir os pontos”, adianta Corinna.

 

Com um mapa grande, os competidores terão de traçar a melhor estratégia possível para somar o maior número de pontos. Os participantes passarão por plantações, mata nativa, estradas de terra e de areia. Entre as aventuras, trilha de bike e provas de orientação por GPS estão confirmadas. As equipes devem levar também um refrigerante de dois litros, em garrafa pet, para uma atividade que promete surpreender e divertir.

 

Em comemoração aos 10 anos do evento, os pilotos do Mitsubishi Outdoor concorrem a uma viagem à Patagônia, no Chile, com acompanhante.

 

Mitsubishi Motorsports e Mitsubishi Outdoor

Programação

 Etapa de Ribeirão Preto (SP)

 8 de novembro – Sexta-feira

 Entrega de kits, vistoria, briefing e aula de navegação – 17h às 22h

 Local: Taiwan Centro de Eventos

 Endereço: Av. Dr. Francisco Guliano, 2710 – Acesso Rod. Ribeirão Preto – Bonfim Paulista, Km 310 – Royal Park

 

 9 de novembro – Sábado

 7h30 – Entrega das planilhas para Categoria Graduados e largada do Mitsubishi Outdoor

 8h30 – Entrega das planilhas para Categoria Turismo

 9h00 – Entrega das planilhas para Categoria Turismo Light

 Local: Av. Braz Olaia Acosta, 2000

 

 A partir das 14h – Chegada e almoço de premiação

 Local: Taiwan Centro de Eventos

 Endereço: Av. Dr. Francisco Guliano, 2710 – Acesso Rod. Ribeirão Preto – Bonfim Paulista, Km 310 – Royal Park

Fonte: Mitsubishi

 

 

Kaza Sushi oferece opção de evento com serviço completo -  Divulgação

Kaza Sushi oferece opção de evento com serviço completo – Divulgação

Não é de hoje que a culinária japonesa agrada ao paladar dos brasileiros. Pratos como sushis, sashimis, temakis, uramakis, guiozas, shimejis, teppans, entre outros, já fazem parte da alimentação de muitas pessoas e, por que não, de festas. Que tal provar as delícias da cozinha japonesa dentro da sua própria casa? Uma nova moda vem ganhando espaço nas festas (casamentos e aniversários, por exemplo) e reuniões de um número cada vez maior de paulistanos: a contratação de uma empresa especializada que monta um restaurante completo de comida japonesa de alto padrão na casa ou empresa do cliente. O negócio é bom se bem administrado.

 

O Kaza Sushi (http://kazasushi.com.br/), pioneiro no serviço, vem crescendo 100% ao ano desde 2010 com este negócio e hoje realiza em torno de 35 eventos desse tipo por mês – 80% deles na capital paulista. “Neste ano de 2013, nossa meta é crescer 150%”, afirma o diretor comercial da empresa, Leandro Freitas. O serviço do Kaza Sushi é completo e segue a culinária japonesa tradicional, oferecendo cardápios que variam de R$ 60,00 a R$ 300,00 por pessoa. O preço unitário parece caro, mas se comparado ao cobrado por restaurantes que atuam dentro do mesmo segmento, não é.

 

 

Delícia da Terra do Sol Nascente, o Temaki de salmão -  Divulgação

Delícia da Terra do Sol Nascente, o Temaki de salmão – Divulgação

No custo está incluída toda a infraestrutura necessária, como balcão de acrílico, vitrine refrigerada, porta-guardanapo de cerâmica, pratos, hashis, copos e a equipe de sushimen e garçons. Em alguns pacotes, os convidados são servidos numa louça exclusiva, criada especialmente para o Kaza Sushi pela artista plástica japonesa Eliana Tsuru.

 

A qualidade e a exclusividade do serviço atraem um público exigente e de alto nível. Como o custo mínimo do evento realizado pela empresa é de R$ 1.500,00, este é o valor que alguns casais da cidade chegam a desembolsar para montar um restaurante japonês exclusivo na sala de casa apenas para duas pessoas. “Atendemos, em média, dois casais com este perfil por mês. É uma clientela fiel, que valoriza a qualidade da verdadeira culinária japonesa”, explica Freitas. Fica a dica.

 

Badejo ao maracujá -  Divulgação

Badejo ao maracujá – Divulgação

Localizado no fundo de costões rochosos, recifes, corais e cascos de navios ou barcos afundados, o Badejo é um peixe de carne clara, com baixo teor de gordura além de ser fonte de vitamina A, E e D. Essas vitaminas agem em prol do organismo oferecendo um maior nível energético para o corpo e o peixe torna-se um alimento importante para o metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras.

 

Rico em Ômega-3, o Badejo possui grande quantidade de aminoácidos sendo um excelente aliado para uma alimentação saudável. Trata-se de um peixe versátil para a alimentação, podendo ser servido frito, ensopado ou assado, o que o torna ainda mais aceito nos cardápios das famílias brasileiras. O Badejo pode ser saboreado na Premiatto, primeira franquia a se especializar em comida rápida com qualidade Premium, servido com molho de maracujá, risoto de legumes e batata noisette ou ao Bellemeuniere com arroz branco e purê ao molho de tomate ao alho. Além do Badejo, na Premiatto é possível encontrar mais de 150 combinações de pratos entre massas, grelhados, risotos como também bacalhau, salmão e frutos do mar.

 

Franquia – Oferecendo o conceito de comida rápida com qualidade Premium, a Rede de Franquias Premiatto já inaugurou neste semestre, cinco novas unidades no Brasil. Presente nas praças de alimentação dos melhores shoppings do país, a Premiatto, atende mensalmente mais de 100 mil clientes e em 2012 faturou R$ 32 milhões. Com 28 unidades a rede planeja a inauguração de mais 3 franquias até o final de 2013 e um crescimento estimado de 15% em comparação ao ano passado.

 

O diferencial dos restaurantes da rede Premiatto, além da qualidade nos insumos e cuidados no preparo dos alimentos, é a possibilidade de montar 150 pratos diferentes entre carnes, pescados, risotos, saladas e massas, proporcionando uma enorme variedade, em tempo de fast food. Para quem almoça fora no dia a dia, a união entre qualidade e variedade é fundamental na hora de escolher o melhor restaurante.

 

 

As novas unidades estão em São Paulo, no Shopping Market Place, em Ribeirão Preto, Shopping Iguatemi, em Betim, Minas Gerais, no Metropolitan Shopping Betim, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no Shopping Bosque dos Ipês e em Manaus no Shopping Ponta Negra. “Este sucesso é fruto dos diferenciais da Rede. O reconhecimento do nosso comprometimento está nos três selos de excelência em franchising que recebemos em 2008, 2012 e 2013” comentou o coordenador de Franquias da Premiatto Junior Oliveira.

 

A Rede Premiatto foi fundada na cidade de Campinas, em 1999, e abriu sua primeira franquia em Curitiba, em 2003, e hoje conta com 28 unidades espalhadas nos principais shoppings do Brasil. A rede de restaurantes, conhecida por oferecer comida rápida com qualidade Premium, traçou um plano de crescimento audacioso e tem como objetivo chegar a 50 unidades até 2016. Para impulsionar o crescimento, a empresa planeja investir cerca de R$ 450 mil com publicidade, participações nas principais feiras do setor e em negociações de melhores condições de custo de ocupação junto as Redes de Shoppings.

 

Fábio Oliveira

Final será decidida no Kartódromo Granja Vianna, em Cotia  - Fábio Oliveira

A XYZ Live firmou um acordo com os organizadores da Seletiva de Kart Petrobras e oferecerá uma premiação inédita e especial ao campeão do evento, que completa 15 anos em 2013. A Seletiva, que tem sua final nos dias 29 e 30, no kartódromo da Granja Viana, em Cotia (SP), além da premiação de R$ 123 mil, ganhará um teste na equipe HP Tech Motorsports na F2000, categoria de base do automobilismo estadosunidense. Caso o campeão não tenha 15 anos, o teste será agendado após a data do seu aniversário, já que esta é a idade mínima permitida pela categoria.

 

“Estamos muito contentes com esta parceria, pois a Seletiva de Kart Petrobras é um evento sério e há muitos anos vem se destacando como a principal fonte de talentos do esporte, pois reúne a nata do kartismo. Esta é a melhor seleção possível para o teste com a HP Tech, pois acontece dentro da pista e com equipamentos iguais”, comenta Fernando Coser, especialista em gestão de carreiras da XYZ Live USA.

 

Binho Carcasci, organizador da Seletiva de Kart Petrobras, também comentou a aliança: “Gostaria de agradecer à XYZ Sports pela parceria, que vai viabilizar um prêmio exclusivo para esta edição da Seletiva. Para comemorar os 15 anos de evento terá o teste nos Estados Unidos, que será um motivo a mais para os pilotos buscarem o título de 2013″.

 

 

Igualdade – Após selecionar 12 kartistas, de 14 a 18 anos, em seis etapas classificatórias realizadas em seis cidades diferentes do Brasil ao longo do ano, a Seletiva de Kart Petrobras chega ao seu capítulo final. Nesta terça e quarta-feira, dias 29 e 30, o kartódromo da Granja Viana, em Cotia (SP) receberá a decisão da edição de 15 anos do torneio. Mas antes, nesta segunda-feira (28), Paulo Carcasci, heptacampeão brasileiro de kart e diretor técnico da Seletiva, foi à pista para preparar os karts. A ideia é deixar os equipamentos iguais, para que nada interfira na performance dos pilotos.

 

“É um dia dedicado a checagem de todos os karts, um trabalho que demora entre quatro e cinco horas. Apesar dos chassis serem todos novos, fornecidos pela Birel, conferimos tudo para que os karts estejam o mais parecidos possível, de preferência iguais. Também testamos todos os motores, que já foram revisados. Durante a disputa, eu também fico de prontidão para ter certeza de que não houve nenhuma perda de performance dos karts. Eu não conheço nenhum outro campeonato no mundo, nem no kart, nem no automobilismo, que tenha uma igualdade tão grande, que quase não tenha influência do equipamento no resultado. O equipamento só influencia em função do ajuste de cada piloto, mas sem dúvida é o que menos interfere na competição”, explicou.

 

 

Teste na F-2000 é parte do prêmio ao vencedor - Divulgação

Teste na F-2000 é parte do prêmio ao vencedor – Divulgação

Do zero – Ao lado de Binho Carcasci, organizador da Seletiva, Paulo também trabalhou na definição do traçado, que será utilizado pelos pilotos. “Apesar de ser uma pista muito utilizada por todos os pilotos, conseguimos fazer um traçado inédito, que traz um desafio para os pilotos, que é o espírito da Seletiva de Kart Petrobras”, destacou Binho.

 

A competição, além de dar oportunidade de o jovem piloto mostrar seu talento e seguir carreira no automobilismo, premiará em dinheiro os três que subirem ao pódio. Serão 145 mil reais destinados aos vencedores. O primeiro, é claro, recebe a maior bolada (123 mil) – maior premiação do kart brasileiro -, e, de quebra, ganhará um teste em uma categoria de base do automobilismo norte-americano, a F2000, com a equipe HP Tech Motorsports.

 

Serão dois dias de muita velocidade, ultrapassagens e emoção. No primeiro, na terça-feira (29), das 10 até as 15 horas, os kartistas participarão de três tomadas de tempo para decidirem suas vagas no grid de largada. No dia seguinte, as baterias decisivas terão início às 10 horas. Ao todo, são sete estados e o Distrito Federal representados, mesclando duas gerações muito fortes e vencedoras nas categorias Graduados e Júnior do kartismo atual. O mineiro Paulo Victor e brasiliense Pedro Cardoso, ambos com 14 anos, são os caçulas da turma. Os representantes da categoria Júnior, contudo, vêm forte para desbancar os mais experientes. Entre os Graduados, os cariocas Olin Galli e Renato Silveira Jr., junto com o goiano Joaquim Junqueira, tentam, pela segunda vez, o título da Seletiva de Kart Petrobras. Os outros sete são estreantes, mas cheio de conquistas em outras competições.

 

Confira a programação da final da Seletiva de Kart Petrobras:

 

Terça-feira, dia 29

8h30 – Apresentação dos pilotos no kartódromo

9h00 – Pesagem dos pilotos

9h30 – Briefing e foto oficial

9h45 – Warm Up

10h15 – Início da 1ª Tomada de tempo

13h00 – Início da 2ª Tomada de tempo

15h00 – Início da 3ª Tomada de tempo

 

Quarta, dia 30

8h30 – Apresentação dos pilotos no kartódromo

8h45 – Briefing

9h00 – Warm Up

10h00 – Início das corridas

17h00 – Pódio

 

Os finalistas de 2013:

Vitor Baptista (SP)

Bruno Bertoncello (RS)

Renato Silveira Jr. (RJ)

Matheus Leist (RS)

Vinícius Papareli (SP)

Paulo Victor (MG)

Pedro Cardoso (DF)

Nano Monteiro (PE)

Joaquim Junqueira (GO)

Marcos Vieira (TO)

Olin Galli (RJ)

Pietro Rimbano (SP)

Fonte: Organização

 

Vettel reverencia público e equipe na conquista do tetra -  Getty Images

Vettel reverencia público e equipe na conquista do tetra – Getty Images

Sebastian Vettel é tetracampeão mundial de Fórmula 1. O piloto alemão da Red Bull tornou-se, aos 26 anos, três meses e 24 dias, o mais jovem tetracampeão do Mundo de Fórmula 1, ao vencer o Grande Prêmio da Índia, a 16ª das 19 provas do calendário, desbancado seu compatriota Michael Schumacher, que alcançou essa marca aos 32 anos. Ele passa a integrar a lista dos mitos da categoria, ao lado de Alberto Ascari, Alain Prost e Michael Schumacher.

 

No ano passado, quando conquistou o tricampeonato, Vettel já havia entrado para a restrita lista dos tricampeões, juntando-se ao australiano Jack Brabham, ao escocês voador Jackie Stewart, ao austríaco Nicky Lauda e aos brasileiros Nelson Piquet e Ayrton Senna. Fora isso, esta foi a décima conquista de Vettel nesta temporada, sendo a sexta consecutiva. O tetracampeão venceu todas das provas disputadas na Índia, que deve deixar o calendário da F1 em 2014.

 

Para conquistar o seu quarto título consecutivo, Vettel precisava terminar apenas no quinto posto no circuito Buddh, em Nova Deli, mas alcançou a décima vitória da temporada, sexta seguida e 36.ª da sua carreira. A sorte do alemão marcou presença. Logo nas primeiras voltas ele entrou nos boxes para troca de pneus e com isso foi parar no final do grid. Com isso, Felipe Massa, que fez uma largada extraordinária e conseguiu passar, ainda na primeira volta os dois carros da Mercedes, assumiu a ponta.

 

No desenrolar da prova, Massa perdeu a ponta e quem assumiu foi Mark Webber, companheiro de Vettel na Red Bull. Porém uma falha no alternador tirou o australiano da corrida, deixando Vettel com vento na cara e caminho aberto para a vitória, seguido por Nico Rosberg, da Mercedes, e Romain Grosjean, da Lotus. Massa terminou em quarto.

 

Fernando Alonso era o único piloto com possibilidade de adiar o inevitável tetracampeonato de Vettel. Mas a sorte, desta vez, passou ao largo do asturiano bicampeão mundial, que, junto com Massa, corria para colocar a Ferrari na segunda posição no campeonato de Construtores. Não deu. A Red Bull ficou com o caneco com 470 pontos, seguida da Mercedes (313 pontos) e da Ferrari (309), que agora precisa somar pontos para terminar com um vice este ano.

 

Para impedir que Vettel se sagrasse tetra, Alonso precisaria vencer o GP da Índia e o alemão chegar do sexto lugar para baixo. Melou também. Largando da oitava posição, o espanhol foi tocado e viu o bico de sua Ferrari quebrar logo na primeira curva. O incidente forçou Alonso a visitar os boxes ao término da volta inicial. A partir daí, o ferrarista fez uma corrida sem muito brilho no pelotão intermediário, enquanto seu adversário na equipe rubro taurina disparava na ponta e fechar a fatura de mais um título. O espanhol terminou apenas na 11ª colocação e manteve os mesmos 207 pontos que iniciou a disputa em Buddh.

 

 

Massa fez uma ótima largada em Buddh - Sutton Images

Massa fez uma ótima largada em Buddh – Sutton Images

Quase pódio – Felipe Massa foi o grande destaque do início do GP da Índia de domingo (27), ao largar da quinta posição, o brasileiro saltou para o segundo lugar logo nas curvas iniciais e assumir a liderança da prova depois que Vettel parou nos boxes, ainda na primeira volta. Com pneus macios, o piloto demitido da Ferrari imprimiu um ritmo forte, enquanto os rivais já trocavam de compostos.

 

Porém, quando parou, Massa retornou na oitava colocação, atrás do carro de Vettel, e não conseguiu manter o mesmo desempenho da parte inicial da prova. Nas últimas voltas, o brasileiro chegou disputar com Romain Grosjean um lugar no pódio. Sem sucesso. O franco-suíço da Lotus, aliás, fez uma corrida sensacional, largando da 17ª posição e terminar no top-3.

 

 

 

A Fórmula 1 se reúne novamente dia 3, em Abu Dhabi.

 

F1, GP da Índia, resultado final:

Crédito: formula1.com

Crédito: formula1.com

 

Prêmio foi pelo baixo custo de reparabilidade - Divulgação

Prêmio pelo baixo custo de reparabilidade – Divulgação

Os modelos Citroën C3, Citroën C3 Picasso e Citroën C4 Picasso receberam quinta-feira (24) o prêmio Car Group 2013, desenvolvido pelo Cesvi Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária) para medir o custo e o tempo de reparo de um veículo. Em evento realizado em São Paulo, a Citroën foi a marca mais premiada com os melhores índices de reparabilidade em três categorias.

 

 

Custo de seguro também é mais em conta - Divulgação

Custo de seguro também é mais em conta – Divulgação

Criado em 1997, o Car Group compara veículos de uma mesma categoria quanto à facilidade e o custo de seu reparo — o Cesvi Brasil é o único centro de pesquisa do país dedicado ao estudo da reparação automotiva e a prover soluções para a qualificação do setor. O resultado para o consumidor de uma boa pontuação no índice Car Group é a tendência de que os modelos com melhor classificação no ranking tenham valores de seguro mais vantajosos, já que o custo do reparo é utilizado como base para a tarifação de preços pelas seguradoras. 

 

A Citroën oferece 3 anos de garantia para toda a linha de veículos de passeio, além do Plano de Revisão com Preços Fixos, que fideliza o cliente para as revisões periódicas com preços fixos a cada 10 mil quilômetros. O pagamento das revisões pode ser efetuado em quatro parcelas mensais. 

 

Vettel pode conquistar tetra com um 5º lugar -  Getty Images

Vettel pode conquistar tetra com um 5º lugar – Getty Images

Sebastian Vettel já pode ser chamado de “Rei da Índia”. Pela terceira vez consecutiva, o alemão da Red Bull vai largar na frente no Grande Prêmio da Índia de Fórmula 1 ao cravar o tempo de 1min24s119 e reúne todos os componentes para deixar o circuito de Buddh com o título de o tetracampeonato da categoria. Para isso, domingo (27) Vettel precisa apenas de um quinto lugar para ser campeão independentemente de outros resultados.

 

Vettel divide a primeira fila com Nico Rosberg, da Mercedes, que fez 1min24s871, seguido de Lewis Hamilton (1min24s941), Mark Webber (1min25s047). Felipe Massa, de novo mais rápido que Alonso – o oitavo –, divide a terceira fila com Kimi Räikkönen.

 

A corrida em Buddh, que deve marcar o quarto título de Vettel na F1, está prevista para as 7h30 (horário de Brasília) com transmissão ao vivo pela TV Globo.

 

F1, GP da Índia, grid de largada:

 

Crédito: formula1.com

Crédito: formula1.com